Combate deixa 30 insurgentes mortos no Afeganistão

Insurgentes armados com rifles, granadas propelidas por foguetes e morteiros tentaram tomar uma posição da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) no Leste do Afeganistão neste sábado, mas foram repelidos pelas forças ocidentais num combate que resultou na morte de 30 extremistas e deixou 5 soldados da aliança atlântica feridos, disse a Otan em comunicado. Um funcionário do governo afegão, por outro lado, afirma que foram 80 combatentes do grupo fundamentalista Taleban mortos. Não existe ainda explicação para a discrepância no número de mortos.

AE, Agência Estado

30 de outubro de 2010 | 12h54

Segundo a Otan, os insurgentes atacaram a posição por todos os lados durante esta madrugada, no distrito de Bermal, província de Paktika, onde quase todas as forças da Otan são integradas por soldados dos Estados Unidos. O local fica próximo à fronteira com o Paquistão.

Os militares americanos pediram auxílio aéreo para se defender e aviões dos EUA jogaram pelo menos três bombas para repelir os insurgentes. "Informações iniciais indicam que mais de 30 insurgentes foram mortos no ataque fracassado à posição militar", disse um comunicado da Otan. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Afeganistãoviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.