Combate entre militares rivais deixa 2 mortos

Um pesado combate entre unidades rivais do Exército do Iêmen deixou dois militares mortos ontem. A ação pode ser uma demonstração da luta pelo poder no país, pouco após o presidente Ali Abdullah Saleh ter concordado em deixar o cargo, encerrando uma ditadura de 33 anos. Os combates ocorreram entre as forças comandadas por Yehia Saleh, sobrinho do presidente, e as tropas do general Ali Mohsen al-Ahmar, que desertou em março e juntou-se aos dissidentes que exigem a saída de Saleh.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.