Combate na Somália deixa 29 mortos

Combates entre milícias rivais pelo controle de um vilarejo na Somália central matou pelo menos 29 pessoas e 30 feridas, informam testemunhas e autoridades. A luta pelo controle de Galinsoor, na região de Galguduud, começou na tarde de ontem e se prolongou até esta quinta-feira, disseram testemunhas que pediram para não ser identificadas, temendo represálias. As milícias, pertencentes ao mesmo clã, usaram metralhadoras e armas antiaéreas contra os casebres de barro da vila.O número exato de baixas ainda não está claro, mas equipes médicas informam ter retirado do local cinco corpos e 20 feridos. Outros observadores falam em 29 mortos, na maioria civis pegos no fogo cruzado. Ali Geedi, um líder local, acusou a força atacante de destruir casas e maltratar civis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.