Combate no Líbano mata uma criança brasileira e mutila outra

O garoto de 5 anos morto na madrugada de terça-feira numa explosão no sul do Líbano era brasileiro e viveu até março no bairro do Paicará, em Vicente de Carvalho, perto do Guarujá. Ali Nader Yassine era filho da brasileira Sandra Bispo da Costa e do libanês Nader Kamel Yassine - que embarcou na terça-feira para o Líbano. No mesmo incidente, outro filho do casal, Ahmed Nader Yassine, de 4 anos, teve uma perna amputada.Sandra e Nader tinham se separado em novembro e ambos concordaram em mandar as crianças para Hula, no Líbano, para que fossem criadas pelos avós paternos. Segundo a mãe, o casal optou por mandar os garotos para Hula por julgar que se tratava de um lugar tranqüilo. Sandra ficou sabendo da morte do filho na terça-feira, por intermédio de Nader - que foi informado da tragédia por um telefonema.Um projétil atingiu a casa onde as crianças e seus avós dormiam durante uma escaramuça entre policiais libaneses, guerrilheiros do grupo Hezbollah e soldados israelenses na fronteira entre os dois países.Segundo as últimas as informações transmitidas para a mãe dos dois garotos pela irmã do ex-marido, o avô das crianças foi internado num hospital por causa de problemas cardíacos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.