Combatente da Al-Qaeda suicida-se com granada

Um combatente da Al-Qaeda suicidou-se ao acionar uma granada de mão antes de ser capturado numa tentativa de fuga do hospital onde, junto com diversos de seus companheiros, passou mais de um mês escondido. O homem, identificado por guardas do hospital como Mohammad Rasool, pulou da janela do segundo andar do hospital Mir Wais pouco antes do amanhecer, mas foi rapidamente cercado por soldados, disse Mohamed Shafik, um comandante local. "Ele parou, olhou ao redor, viu que estava cercado, pegou uma granada e a detonou", contou Shafik. Segundo ele, outros seis combatentes da Al-Qaeda permanecem no hospital. Leia o especial

Agencia Estado,

08 Janeiro 2002 | 13h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.