Combatentes curdos avançam em direção a Kirkuk

Combatentes curdos aliados dos Estados Unidos ocuparam hoje posições abandonadas pelas tropas iraquianas em redor do importante centro petrolífero de Kirkuk, no norte do Iraque.Foi a primeira grande manobra ofensiva dos combatentes da União Patriótica do Curdistão (UPC) desde o início da guerra e ocorreu um dia depois de centenas de pára-quedistas norte- americanos terem ocupado um aeródromo na região."O exército iraquiano está acabado. Os soldados receberam ordens para retirarem e irem defender Kirkuk. Os nossos homens avançaram até Qarah Anjir sem combater", disse uma autoridade militar da UPC, Rostam Hamid Rahim.A UPC divide com o Partido Democrático do Curdistão (PDC) a direção do governo regional do Curdistão, autoridade autônoma de Bagdá, criada há umadécada.Qarah Anjir fica a cerca de 25 quilômetros de Kirkuk, o principal centro petrolífero do norte do Iraque, que os curdos gostariam de transformar na capital de um futuro estado federado pós- Saddam Hussein."Esta região é nossa. Os norte-americanos não nos impedirão de libertar Kirkuk", disse também Rostam Hamid Rahim. Alguns analistas receiam que a ocupação curda de Kirkuk alarme a vizinha Turquia, onde vivem também milhões de curdos.As posições ocupadas agora pelos combatentes curdos, numa cadeia montanhosa a leste de Kirkuk, foram abandonadas pelas tropas iraquianas após os ataques efetuados há alguns dias pela aviação anglo-norte-americana. Antes do desembarque dos pára-quedistas norte-americanos, quinta-feira à noite, membros das Forças Especiais dos Estados Unidos já operavam no Curdistão iraquiano.Um dos seus alvos é a eliminação das milícias de um grupo islâmico radical suspeito de ligações à Al-Qaeda, o Ansar al Islam, que controla um enclave curdo junto à fronteira com o Irã. Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.