Combatentes da Al-Qaeda podem ter escapado

Cerca de 500milicianos da organização terrorista Al-Qaeda escaparam doAfeganistão e foram vistos em Para Chamkani, uma das áreastribais paquistanesas nas proximidades de Peshawar e dafronteira afegã, enquanto cresce o mistério sobre o destino deOsama bin Laden. A informação foi dada pela agência kuwaitiana Kuna,segundo a qual "muitos árabes deixaram Tora Bora antes que asforças americanas começassem as operações nessa zonamontanhosa". Ao mesmo tempo, a sorte de Bin Laden está setransformando em um enigma que preocupa a Casa Branca e oPentágono. De um lado, fontes talebans citadas pela imprensapaquistanesa dizem que o milionário saudita está morto e que seucorpo não será jamais encontrado pelos infiéis; de outro, umbiógrafo do líder da Al-Qaeda, que não foi identificado, afirmaque ele está vivo e que encontrou refúgio no Irã. No entanto, o maior temor da administração Bush, segundoum alto funcionário dos serviços de inteligência americanos, é ode que Bin Laden, após ter escapado com vida dos bombardeios,tenha fugido a bordo de uma das tantas embarcações de sua frota"pessoal" que navega entre o Mar da Arábia e o Oceano Índico.Já o comandante supremo da operação militar americana,general Tommy Franks, não dá muito crédito à hipótese da fugapor mar, mas admite que se sabe muito pouco. O compromisso americano continua sendo o de encontrá-lo,custe o que custar, razão pela qual se voltou a dar um novoimpulso à caça do homem nas cavernas de Tora Bora e a prepararnovos bombardeios. Washington voltou a admitir hoje o secretário daDefesa, Donald Rumsfeld - não sabe se Bin Laden está vivo oumorto e não se contenta com os rumores: quer seu inimigo público"número um" algemado ou, se isto não for possível, querencontrar seu cadáver.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.