Combates deixam ao menos dez civis mortos na Somália

Insurgentes islamitas da Somália entraram em combate contra tropas do governo somali e soldados da União Africana (UA) em confrontos que mataram, desde ontem, integrantes dos dois lados e pelo menos dez civis, informaram um porta-voz do exército somali e testemunhas dos conflitos em Mogadíscio. Muitos civis passaram a noite de ontem e a madrugada de hoje em abrigos e porões no sul da capital somali e em vilarejos próximos, enquanto os islamitas combatiam os soldados nas ruas.

AE-AP, Agencia Estado

23 de julho de 2009 | 17h49

"Centenas de islamitas, com lenços pretos e vermelhos nas cabeças e com muita munição vieram a nosso vilarejo na noite de quarta-feira", disse o morador Abwali Haji Nor. "Eles atacaram bases do governo e da União Africana com morteiros e granadas", disse Nor. O porta-voz do Exército, Farhan Asanyo, disse que três soldados também foram mortos nas lutas.

Tudo o que sabemos sobre:
SomáliaconfrontosMogadíscio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.