Phil Moore/AFP
Phil Moore/AFP

Combates deixam mais de 100 mortos no leste do Congo

Confrontos entre hutus e milícia fiel a Bosco Ntaganda persiste no país

AE, Agência Estado

22 Maio 2012 | 15h15

KINSHASA - Confrontos entre insurgentes hutus de Ruanda e rebeldes da milícia Mai Mai no leste da República Democrática do Congo (antigo Zaire, abreviado RDC) deixaram mais de 100 mortos na semana passada, incluídos civis, disse nesta terça-feira, 22, um ativista local.

Veja também:

link General Bosco Ntaganda é acusado de recrutar 149 crianças para Exército

"Há uma semana, os Mai Mai atacaram as forças democráticas para a libertação de Ruanda, que fizeram uma retaliação ao atacarem todos que puderam, aos quais acusaram de colaborarem com os Mai Mai", disse à agência France Presse (AFP) Omar Kavota, coordenador para uma sociedade civil na província de Kivu do Norte.

Os líderes locais solicitaram a criação de uma comissão de investigação da Missão de Estabilização da ONU na República Democrática do Congo (MONUSCO) e do governo para esclarecer os crimes na região de Masisi. Os confrontos entre o Exército da RDC e desertores da milícia Mai Mai, fiéis ao rebelde Bosco Ntaganda, ainda continuam em Kivu do Norte.

A República Democrática do Congo está imersa num frágil processo de paz depois da Segunda Guerra do Congo (1998-2003), que envolveu diversos países africanos e ainda mantêm no país a maioria das forças de paz da ONU - inicialmente de 22.000 soldados.

As informações são da Dow Jones e da AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.