Combates em cidade sagrada do Iraque geram revolta no Irã

Estudantes iranianos ficaram face a face com a polícia de choque que defendia a Embaixada Britânica, enquanto o líder supremo do Irã denunciou os Estados Unidos por agir de maneira ?desavergonhada? e danificar um importante santuário xiita no Iraque.Mais de 500 estudantes fizeram uma manifestação diante da Embaixada Britânica, queimaram bandeiras do Reino Unido, de Israel e dos EUA exigiram a expulsão do embaixador britânico de Teerã.?Muçulmanos não podem, tolerar a incursão desavergonhada de forças americanas em locais sagrados?, disse o aiatolá Ali Khamenei, líder máximo do país, em declaração distribuída pela agência de notícias oficial IRNA. ?Definitivamente, os muçulmanos e xiitas do Iraque e de outras partes do mundo não ficarão quietos diante desse desrespeito?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.