Combates entre Exército e guerrilha afugentam milhares de filipinos

Cerca de 16 mil pessoas abandonaram suas casas na província de Maguindanao (Mindanao), nas Filipinas, para fugir dos combates entre o Exército e os separatistas muçulmanos da Frente Moura de Libertação Islâmica (FMLI), que recomeçaram há uma semana. Segundo o Exército, as localidades de Datu Unsay, Mamasapano e Shariff Aguak estão sendo abandonadas pela população.A violência recomeçou na semana passada, quando guerrilheiros do FMLI atacaram um destacamento de milicianos, acusados de romper a trégua assinada em 2001 com o governo.Os milicianos, unidades civis que ajudam o Exército a combater as insurreições comunista e separatista, acusam o FMLI pelo assassinato, dia 23 de junho, de sete pessoas, num atentado fracassado contra o governador da província.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.