Combates entre Exército e milicianos mata 23 no Sri Lanka

Pelo menos 23 rebeldes dos Tigres de Libertação da Pátria Tâmil (LTTE) morreram nas últimas horas no leste do Sri Lanka em combates com o Exército, que tomou quatro bases da guerrilha, informou nesta terça-feira, 3, uma fonte oficial.O porta-voz das Forças Armadas, Prasad Samarasinghe, disse ementrevista coletiva que os últimos choques ocorreram na noitepassada no distrito de Batticaloa (leste), onde as tropas do governorecuperaram os cadáveres de dez dos rebeldes após os combates.Samarasinghe também disse aos jornalistas que o Exército tomouquatro bases tâmeis na parte leste da ilha.A região de Batticaloa é palco de violentos choques entre os LTTEe o Exército desde janeiro, quando os militares renovaram suaofensiva na área para recuperar o território controlado pelostâmeis.Os últimos combates ocorreram depois da morte, nestasegunda-feira, de 14 civis no distrito de Ampara, no sul deBatticaloa, devido à explosão de uma bomba em um ônibus.O governo do Sri Lanka atribuiu esse ataque ao LTTE, queanteriormente realizou atentados similares contra ônibus ecaminhões.Os tigres tâmeis lutam para obter um Estado independente nasáreas do norte e leste do Sri Lanka, onde sua etnia, que representa18% da população do país, é majoritária.O conflito, que começou há mais de 20 anos, causou a morte decerca de 65 mil pessoas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.