Comboio de irmão do presidente afegão é atacado

Granadas e tiros atingiram hoje o comboio que levava o irmão do presidente do Afeganistão, numa aparente tentativa de assassinato. Um guarda-costas foi morto. Ahmad Wali Karzai disse que seu comboio estava voltando para a província de Nangarhar, a leste de Cabul, quando homens armados realizaram o ataque em Surobi, uma região montanhosa a cerca de 40 quilômetros da capital. O irmão mais novo do presidente Hamid Karzai não ficou ferido.

AE-AP, Agencia Estado

18 de maio de 2009 | 13h13

Wali Karzai estava retornando de uma viagem à cidade de Jalalabad, onde esteve ontem para agradecer ao governador de Nangarhar, Gul Agha Sherzai, por não ter concorrido à presidência do país contra seu irmão. Homens armados atiraram contra os carros depois de eles entrarem na passagem Surobi, disse Abdul Jalal Shamal, chefe de polícia do distrito de Surobi. "Repentinamente, nós ouvimos tiros", disse Wali Karzai.

Dois policiais foram jogados da picape que estava atrás de seu carro, disse ele, acrescentando que ele só se deu conta de que um de seus guarda-costas havia sido atingido quando voltaram para pegar os oficiais, que não ficaram feridos. Eles levaram o guarda-costas rapidamente para o hospital, mas ele morreu. Wali Karzai, que é presidente do conselho provincial da província de Kandahar, sul do país, não disse quem poderia ter tentado matá-lo.

A província de Kandahar é a terra natal do Taleban, o grupo militante linha-dura que governou o Afeganistão de 1996 a 2001. O próprio presidente afegão escapou de várias tentativas de assassinato desde que chegou ao poder após a queda do Taleban.

Tudo o que sabemos sobre:
Afeganistãoviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.