Começa 34ª sessão do julgamento de Saddam em Bagdá

Começou nesta terça-feira em Bagdá a sessão número 34 do processo contra o ex-presidente do Iraque, Saddam Hussein, e sete de seus colaboradores, acusados da morte de 148 xiitas, executados em 1983 após um julgamento sumaríssimo. Todas foram consideradas culpadas de ter participado, um ano antes, de uma tentativa frustrada de assassinar Saddam.Na sessão de segunda-feira prestaram depoimento três testemunhas, duas a favor de Barzan al-Tikriti, meio-irmão do ex-presidente iraquiano e ex-chefe dos serviços secretos do Iraque, e outra a favor de Awad al Bandar, presidente do tribunal que condenou os xiitas.Durante essa audiência, houve uma intensa discussão, em que Tikriti acusou ao juiz de atuar como um governante militar. O magistrado expulsou o réu da sala.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.