Começa eleição na Austrália; disputa é apertada

O primeiro-ministro John Howard e seu desafiante do Partido Trabalhista, Mark Latham, estão virtualmente empatados nas pesquisas enquanto a eleição de sábado tem início na Austrália. Howard é um aliados dos Estados Unidos que enviou 2.000 soldados ao Iraque, a despeito dos protestos que o acusaram de ser um lacaio do presidente George W. Bush. Ele promete manter as tropas no país árabe se for reeleito; já o líder trabalhista promete trazer os australianos de volta para casa. Nenhum australiano morreu na ocupação do Iraque. Questões econômicas e sociais parecem interessar Amis ao povo australiano que a política externa, no entanto. Nem o governo de centro-direita, nem a oposição focaram suas campanhas na questão iraquiana. Em vez disso, há promessas de melhorar os sistemas de saúde e educação e um debate sobre qual partido poderá manter a economia crescendo. Os eleitores australianos escolherão ocupantes para todas as 150 cadeiras da câmara baixa do Parlamento, e 40 dos 76 senadores. Uma pesquisa da Newspoll mostra os dois partidos empatados com 50% das intenções de voto cada. Outra pesquisa, da ACNielsen, põe o governo na frente com 54%, contra 46% dos trabalhistas.

Agencia Estado,

08 Outubro 2004 | 19h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.