Começa investigação judicial sobre assassinato de prostitutas

O juiz de instrução Peter Dean abriu nesta quarta-feira a investigação da morte de quatro de cinco prostitutas na cidade inglesa de Ipswich, no sudoeste da Inglaterra, mas a audiência foi adiada até a conclusão da investigação policial.Em uma audiência em um tribunal a cidade de Ipswich, Dean recebeu da polícia relatórios com detalhes do assassinato de Nicol, Anneli Alderton, Paula Clennell e Annette Nicholls. A investigação judicial de Gemma Adams já começou na semana passada e também foi postergada por conta dos relatórios policiais. Os corpos das cinco mulheres foram encontrados ao longo de dez dias, em diferentes lugares em torno da cidade de Ipswich. Todas as vítimas foram achadas nuas. No entanto, nenhum dos cadáveres apresentava sinais de violência ou agressão sexual. Além disso, Nicol, Adams e Nicholls ainda estavam com suas jóias quando foram identificadas.A polícia continua apontando dois suspeitos: Tom Stephens, um homem de 37 anos que foi preso na segunda-feira, e um outro, não identificado, de 48 anos. Nenhum deles já está sendo acusado legalmente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.