Começa o ano novo chinês, o ano do cachorro

Muitos fogos, o ano novo chinês está se iniciando. A China parou! Os chineses vivem a comemoração milenar da Festa da Primavera, o ano novo lunar chinês, a mais importante celebração do chinês. Na chegada do Ano do Cachorro neste sábado, uma avalanche de ritos, crenças, manifestações culturais e sonhos de consumo parece varrer a nação mais populosa do planeta."Este período tende a ser pródigo em casamentos", afirmou em entrevista à Agência Estado o professor Bai Gengsheng, vice-presidente da Chinese Folk Literature and Art Association (CFLAA).A chegada do Ano do Cachorro, o décimo primeiro do zodíaco chinês, está levando muitos jovens chineses a redobrarem seus esforços para encontrar o seu parceiro ideal. Este é ocaso de Li Wei, um estudante que medita sobre tudo o que passa pela cabeça antes de deixar sair pela boca. "O cachorro é um animal confiável, alegre e de muito respeito. Começar a se relacionar com uma pessoa neste ano já seria o sinal de um grande começo. Eu também vou entrar nesse embalo", afirma.Superstição? Não para Bai, um dos mais renomados pesquisadores do folclore chinês. "Há mais de três mil anos somos permeados pelo zodíaco. Ele vive em nosso inconsciente coletivo. Nossos ancestrais utilizavam os hábitos desses animais como referência para ordenar questões como o tempo ou o espaço em seu cotidiano".Respeito e admiraçãoBai desvendou alguns dos mistérios que conferem tanta credibilidade ao Ano do Cachorro. "Para muitas minorias étnicas, o cachorro roubou algumas sementes de arroz no céu para presentear os homens na terra. Simbolicamente isso é muito poderoso, pois o arroz foi durante milênios a principal base alimentar dos chineses. Por isso, durante as festividades que marcam o início das safras nas aldeias mais remotas, a primeira porção sempre é oferecida a um cachorro".Conforme Bai, o cachorro também é alvo de profundo respeito e admiração por parte dos han, a maioria étnica chinesa. Ele simboliza a prosperidade financeira, profissional e familiar. "O som do latido, para os chineses, é Wang. É a mesma pronúncia de prosperidade, Wang, bem como de esperança, Wang", explica, usando as entonações que diferenciam o significado a palavra.A correção moral atribuída aos nascidos no Ano do Cachorro também parece encontrar respaldo na biografia de alguns dos principais líderes e pensadores chineses. A imprensa oficial vem ressaltando discretamente o fato de Confúcio, o maior filosofo chinês; Zhou Enlai, o ex- primeiro - ministro e Zhu De, o comandante geral do Exército de Libertação do Povo (ELP), pertencerem ao signo.Há outras versões para uma provável explosão no número de casamentos nos próximos meses na China. O calendário lunar chinês prevê um período de 385 dias para este Ano do Cachorro. "Teremos um mês extra, inserido entre o sétimo e o oitavo mês. É um fenômeno que ocorreu apenas 12 vezes desde o ano 221. Haverá, portanto, dois "lichuns", ou seja, dois dias que marcam a chegada da primavera", justifica a imprensa local."Para os chineses, especialmente os idosos, um ano com dois "lichuns" e um mês intercalado é um grande sinal para o casamento", disse Fei Guangze, gerente - geral de uma agência matrimonial da província de Hebei.O fenômeno também é presságio de lucro certo para outros ramos do segmento que movimentou 250 bilhões de yuans no ano passado, o equivalente a 2,5% do Produto Interno Bruto (PIB) chinês. As cerimônias de casamentos de jovens de classe média urbana, segundo a imprensa local, custam algo em torno de US$ 12,5 mil, sem incluir as alianças.Outros jovens que pretendem se casar neste ano, contudo, já estão de olho no ano de nascimento de seus filhos. A escolha é tão importante para os chineses, que o processo é acompanhado de perto pelos avôs. "O Ano do Cachorro é sucedido pelo Ano do Porco. As pessoas nascidas de Porco levarão uma vida tranqüila, repleta de paz e harmonia com a família e os amigos", disse à Agência Estado Xi Rong, proprietária da casa de chá Yiping, no centro desta Capital.Para Xi, a preocupação se justifica. "Vivemos num país com 1,3 bilhão de habitantes. O mercado de empregos está cada vez mais competitivo e os custos com a formação de um herdeiro cada vez mais altos, especialmente quando o assunto envolve o ensino universitário. Os nascidos no Ano do Porco são mais habilidosos e maleáveis na relações pessoais. Mais afeitos, no meu ponto de vista, ao mundo que virá".A Festa da Primavera dura 15 dias e respeita o calendário lunar chinês. Ela começa hoje, com a passagem de ano novo, e terminará no dia 12 de fevereiro, com a Festa das Lanternas. O respeito da população por suas tradições, mais uma vez, está sendo coroado com um feriado prolongado de sete dias. O clima de euforia, impulsionado pelo estupendo desempenho econômico alcançado pela China ao longo deste último quarto de século, ainda é ampliado pelas danças de dragões ou leões, acrobacias e queima de fogos nas ruas e praças públicas dos centros urbanos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.