Começa referendo sobre Constituição votada às pressas por partidos islâmicos

Os egípcios começaram a votar ontem no referendo sobre a proposta de uma nova Constituição do país. As urnas foram abertas no Cairo, em Alexandria e em outras oito províncias. Os primeiros resultados não oficiais devem sair algumas horas após o encerramento da votação.

O Estado de S.Paulo

16 de dezembro de 2012 | 02h02

O pleito ocorre em meio a divergências políticas no Egito. Determinada pelo presidente Mohmamed Morsi, a nova Carta segue preceitos islâmicos, mas desencadeou uma luta com a oposição, apoiada por juízes, que acusam os islâmicos de excesso de poderes. A Irmandade Muçulmana é a favor do projeto. A principal coalizão de oposição, Frente de Salvação Nacional, defende o voto "não".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.