Começa segunda reunião entre líderes coreanos em Pyongyang

Objetivo da cúpula entre os dois países é a busca da paz na península coreana

Efe,

03 de outubro de 2007 | 04h00

O líder norte-coreano, Kim Jong-il, e o presidente sul-coreano, Roh Moo-hyun, começaram na madrugada desta quarta-feira, 3, sua segunda reunião bilateral da cúpula de Pyongyang, destinada a impulsionar a paz. O encontro começou às 14h30 (2h30 de Brasília) na residência de Estado Paekhwawon, onde Roh está hospedado e onde previamente ambos os líderes mantiveram de manhã uma primeira reunião que durou mais de duas horas. Segundo meios de imprensa sul-coreanos que acompanharam Roh a Pyongyang, a chuva que cai sobre a capital norte-coreana poderia obrigar o cancelamento do espetáculo de ginástica Arirang. Além disso, os líderes previam plantar nesta quarta uma árvore em sinal de unificação, mas esse ato foi adiado para quinta-feira. Primeira reunião Kim Jong-il e Roh Moo-hyun já realizaram nesta quarta uma reunião bilateral de mais de duas horas, a primeira dos líderes das duas Coréias em sete anos, informou o porta-voz sul-coreano, Cheon Ho-sun. A cúpula entre os líderes de Coréia do Norte e Coréia do Sul realizado desde ontem em Pyongyang é a segunda em meio século, após a realizada em 2000, e seu objetivo é a busca da paz em uma península dividida desde o término da Guerra da Coréia em 1953. O porta-voz presidencial sul-coreano, Cheon Ho-sun, não explicou o conteúdo das conversas, das quais por enquanto só se conhecem alguns comentários iniciais de ambos os líderes colhidos pelas câmaras de televisão. Pela parte sul-coreana também participam do encontro os ministros de Economia, Kwon O-kyu, e de Unificação, Lee Jae-joung, além do responsável do Serviço Nacional de Inteligência, Kim Man-bok, e o secretário de Política Externa da Presidência, Baek Jong-chun. Pela parte norte-coreana, está presente Kim Yang-gon, diretor do Departamento da Frente Unida do Partido dos Trabalhadores Coreanos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.