Começam eleições parlamentares em Israel

Os colégios eleitorais abriram as portas às 7 horas, horário local - 2 horas, em Brasília -, para que os mais de cinco milhões de israelenses escolham nesta terça-feira os 120 deputados do Parlamento, em eleições onde o partido de centro Kadima, do primeiro-ministro interino Ehud Olmert, surge como favorito, apesar de ter perdido força no final da campanha. O primeiro-ministro interino, Ehud Olmert, candidato pelo partido Kadima, votou em um colégio de Jerusalém próximo a sua residência. Após depositar a cédula se limitou a pedir aos israelenses que participem das eleições. Nas últimas eleições, realizadas em 2003, o índice de participação foi de 68%, um dos mais baixos da história política de Israel, embora muitos apostem em uma taxa inferior a ser registrada nesta terça-feira, porque a campanha eleitoral tem sido caracterizada por uma grande apatia por parte do eleitorado. As votações estão sendo realizadas em meio a grandes medidas de segurança. No total, 22 mil policiais apoiados por voluntários da guarda civil trabalham na garantia da segurança nos quase 9 mil centros eleitorais e impedir possíveis ataques. O voto de 22% de eleitores indecisos pode mudar o equilíbrio de forças. Além disso, o índice de participação, segundo os institutos de pesquisa, pode ser particularmente baixo. A abstenção elevada e o recente avanço da extrema direita podem ameaçar a vantagem do partido liderado por Olmert. Os resultados oficiais serão publicados no início da quarta-feira.

Agencia Estado,

28 Março 2006 | 02h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.