''Comediante Obama'' não poupa Cheney nem Hillary

O presidente americano, Barack Obama, mostrou seu lado cômico na noite de sábado ao participar do jantar anual da Associação dos Correspondentes da Casa Branca. Durante seu discurso, ele zombou de seus críticos e do próprio governo ao prometer que cumprirá os próximos cem dias de governo em tempo recorde."Acredito que meus próximos 100 dias serão tão bem-sucedidos que conseguirei completá-los em 72 dias", afirmou o presidente no evento, que reuniu mais de 2 mil convidados. O líder americano também fez piadas sobre o ex-vice-presidente Dick Cheney, afirmando que ele não estava presente porque estava ocupado escrevendo sua autobiografia "Como atirar em amigos e interrogar pessoas", em referência ao apoio de Cheney às técnicas de interrogatório da CIA.O presidente ainda afirmou que ele e a secretária de Estado Hillary Clinton costumavam ser rivais políticos, mas que agora são muito próximos. "Na mesma hora em que ela voltou do México, fez questão de me dar um beijo e um abraço", brincou Obama em referência à epidemia de gripe que teve origem no país vizinho.

Associated Press, WASHINGTON, O Estadao de S.Paulo

11 de maio de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.