Comentário sobre BOJ pode gerar especulação nos mercados

O ministro da Economia do Japão disse hoje que está preocupado com os comentários feitos mais cedo pelo principal líder da oposição, Shinzo Abe, sobre a política do Banco do Japão (BOJ), advertindo que eles podem estimular movimento especulativos nos mercados e minar a independência do BOJ. "Estou preocupado porque os comentários de Abe podem estimular ações incomuns pelos especuladores porque parece que a política do BC pode ser revisada, ignorando a independência do banco", afirmou Seiji Maehara.

PATRÍCIA BRAGA, Agência Estado

15 de novembro de 2012 | 17h49

Maehara acrescentou que embora possa haver semelhanças no ponto de vista do governo e Abe na expectativa de que o BOJ tome decisões flexíveis, o objetivo de ter inflação de 3% do líder da oposição é muito, considerando que o BC ainda não conseguiu garantir 1% de alta dos preços.

De acordo com pesquisas de opinião pública, Abe, crítico ferrenho do BOJ, é a escolha mais provável como primeiro-ministro nas eleições em 16 de dezembro. Ele pediu a revisão da lei do BOJ para que o BC se torne mais responsável por garantir sua meta para aumento de preços.

Abe disse mais cedo que o BOJ deveria empregar flexibilização ilimitada para ajudar a nação a se livrar da deflação. Ele também afirmou que o BC deveria procurar reduzir os juros pagos pelos depósitos de bancos comerciais mantidos pela instituição e elevar as perspectivas para as taxas negativas de juros, efetivamente livres, para este tipo de depósito. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
JapãoBOJ

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.