Comícios em cidades dos EUA condenam deportação

Dezenas de defensores da imigração e simpatizantes se reuniram em cidades dos EUA em um esforço renovado para pressionar o presidente Barack Obama a congelar as deportações no país.

Agência Estado

05 de abril de 2014 | 20h16

Os organizadores do "Dia de Ação" dizem que Obama tem o poder executivo para paralisar as deportações que separam os imigrantes que vivem nos Estados Unidos ilegalmente de seus entes queridos.

Em Eloy, no Arizona, numerosos defensores da interrupção das deportações se reuniram na frente de um centro de detenção federal, depois de viajarem mais de 100 quilômetros, partindo de Phoenix.

Os organizadores dizem que muitos dos presentes têm familiares que estiveram naquele centro por mais de um ano.

Em março, Obama recomendou ao secretário de Segurança Interna Jeh Johnson que revisse as práticas de aplicação, para reduzir a taxa de deportações de seu governo. Sob a liderança de Obama, quase 2 milhões de pessoas foram retiradas dos EUA. Fonte: Associated Press

Tudo o que sabemos sobre:
EUAdeportação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.