Comida venenosa mata mais de 40 em Moçambique

Pelo menos 45 pessoas morreram após ingerir raízes selvagens e cogumelos venenosos na província de Nampula, no norte de Moçambique, informaram hoje autoridades locais de saúde. As pessoas da região passaram a comer vegetais perigosos ou desconhecidos depois que as enchentes e a seca destruíram a maior parte das plantações."Trata-se de um fenômeno sério que requer uma ação imediata", afirmou Antonio Salimo, que ocupa um cargo equivalente ao de secretário de Saúde da província. De acordo com ele, o governo provincial determinou a criação de uma comissão para analisar o problema na área.O Programa Mundial de Alimentação da ONU estima que mais de 15 milhões de pessoas, em seis países do sul da África, correm risco de inanição devido à forte quebra na colheita no ano passado. Apenas em Moçambique, segundo a ONU, cerca de 1,5 milhão de pessoas correm o risco de morrer de fome.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.