Comissão da Câmara apoia projeto de Bush para suspeitos de terrorismo

Em uma reviravolta abrupta, uma comissão da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou nesta quarta-feira por um voto de diferença um projeto de lei que permitirá a realização de interrogatórios e julgamentos mais duros contra suspeitos de terrorismo, informou a agência de notícias Reuters. O plano, que é endossado pela administração Bush, foi rejeitado na semana passada, com o apoio de políticos republicanos, por uma comissão do Senado americano.Ainda segundo a Reuters, uma hora mais cedo a Comissão Judiciária da Câmara dos Representantes havia rejeitado o projeto de lei, com três republicanos apoiando o voto da oposição democrata. Pouco depois, os republicanos conseguiram reunir membros do partido que faltaram à votação e aprovaram o texto por 20 votos a 19.Para críticos, o projeto de lei apoiado pela administração Bush resultará em interrogatórios injustos e desumanos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.