Comissão eleitoral do Timor confirma 2º turno em 8 de maio

O primeiro-ministro José Ramos-Horta e o líder parlamentar Francisco Guterres, o Lu-Olo, se enfrentam em 8 de maio no segundo turno das eleições presidenciais de Timor Leste, disse na quarta-feira o chefe da comissão eleitoral. Nenhum dos oito candidatos obteve a maioria absoluta no primeiro turno de 9 de abril. O ex-guerrilheiro Guterres, dirigente do partido majoritário Fretilin, recebeu 28 por cento dos votos, contra 22 de Ramos-Horta, de acordo com os resultados provisórios anunciados por Faustino Cardoso Gomes, presidente da Comissão Eleitoral Nacional (CNE). A apuração foi marcada por queixas de irregularidades e erros técnicos. "A CNE revisou todos os documentos de todos os centros de votação em todos os distritos, e os resultados provisórios mostram que Lu-Olo e José Ramos-Horta irão para o segundo turno", disse Gomes em entrevista coletiva. Ele acrescentou que a comissão entregará os resultados a um tribunal de recursos e que haverá 24 horas para que os candidatos derrotados apresentem eventuais queixas. A votação de 9 de abril foi em geral pacífica, mas as polêmicas e acusações posteriores levaram alguns candidatos a pedirem recontagem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.