Comissão eleitoral iraquiana anula votos de 227 urnas

A comissão eleitoral iraquiana anunciou que 227 urnas, contendo votos depositados durante as eleições gerais de 15 de dezembro, serão desconsideradas, por causa de fraude. As urnas contêm menos de 1% dos votos válidos, o que faz crer que a medida terá pouca influência sobre o resultado final da votação. As autoridades eleitorais anularam os votos porque cédulas falsas foram usadas, disse Hussein Hendawi, um funcionário da Comissão Eleitoral Independente do Iraque. Cerca de 53 urnas foram descartadas porque continham votos em excesso, prosseguiu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.