Comissão livra envolvidos na morte de Jean Charles

A Comissão Independente de Queixas contra a Polícia (IPCC, na sigla em inglês) informou hoje que manteve a decisão de não recomendar ações disciplinares contra os policiais envolvidos na morte de Jean Charles de Menezes. O brasileiro foi morto no dia 22 de julho de 2005 em um metrô de Londres. Na véspera, ocorreu uma série de atentados contra o sistema de transportes londrino e Jean Charles teria sido confundido com um suspeito.

AE, Agencia Estado

02 de outubro de 2009 | 12h43

O IPCC afirma que avisou os advogados da família do brasileiro sobre o fato. O órgão revisou sua posição inicial, tomada em dezembro de 2008 a pedido dos familiares da vítima. A decisão consta de uma nota do IPCC, publicada no site da entidade britânica.

Tudo o que sabemos sobre:
Jean CharlesComissãoLondresmetrô

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.