Comissão vai pedir a retirada de tropas do Iraque, diz <i>NYT</i>

A comissão independente conhecida como Grupo de Estudo sobre o Iraque recomendará ao governo americano a retirada gradual de 15 brigadas de combate do país, informou nesta quinta-feira o site do jornal The New York Times". O jornal, que citou fontes próximas ao grupo, acrescentou que não foi fixado um prazo para a retirada. As conclusões do grupo, chefiado pelo ex-secretário de Estado James Baker, serão anunciadas na próxima quarta-feira ao presidente George W. Bush, disse o ex-deputado democrata Lee Hamilton. "O relatório recomenda que Bush deve deixar claro o que pensa em iniciar a retirada relativamente em breve, e algumas pessoas que souberam do conteúdo dos debates afirmam que a mensagem implícita é de que o processo deve começar no próximo ano", disse o jornal. O relatório, porém, não dirá se as 15 brigadas de combate deverão voltar para os Estados Unidos ou simplesmente ser transferidas para bases em países vizinhos. Uma brigada é formada por 3 mil a 5 mil soldados. Atualmente no Iraque há cerca de 140 mil militares americanos. Quase 3 mil morreram desde março de 2003. Num discurso no Centro para o Progresso Americano, um centro de estudos esquerdista, Hamilton disse que, após uma reunião a portas fechadas esta semana "a comissão chegou a um consenso". O próprio presidente Bush ordenou a seu Governo uma revisão da estratégia atual, num esforço conjunto do Pentágono e do Departamento de Estado. A imprensa americana especula que uma das recomendações do Grupo pode ser a abertura de um diálogo com a Síria e o Irã sobre o futuro do Iraque. Até o momento, Bush se recusa tanto a fixar um calendário de saída para os soldados quanto a iniciar uma negociação com Irã e Síria.

Agencia Estado,

30 Novembro 2006 | 06h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.