Comissária da ONU pede que Israel contenha ataques

A alta comissária para os direitos humanos da ONU, Mary Robinson, fez um apelo hoje ao governo israelense para que contenha suas ações e conclamou a Autoridade Palestina a punir os responsáveis pelos ataques suicidas do final de semana, que deixaram 25 mortos e mais de 200 feridos. "Ataques indiscriminados contra civis violam as mais básicas normas dos direitos humanos, que garantem o direito à vida e a proibição de assassinatos extrajudiciais", afirmou Robinson em um comunicado."Conclamo a Autoridade Palestina a tomar medidas imediatas para investigar aqueles crimes hediondos e assegurar que os responsáveis por eles sejam levados à Justiça. Atos como aqueles apenas alimentam o ódio e a polarização. Eles não levarão à solução do conflito", afirmou. Com relação a Israel, Robinson afirmou: "Conclamo as autoridades israelenses a conterem suas ações em conformidade com a lei internacional".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.