Comissário da ONU faz apelo pela vida de civís

O alto comissário da ONU para Direitos Humanos, o brasileiro Sérgio Vieira de Mello, divulgou um comunicado sobre o ataque dos Estados Unidos contra o Iraque. O documento não condena a guerra e pede que os exércitos envolvidos poupem as vidas dos civís. O brasileiro argumentou que é dever do governo que ataca respeitar as leis humanitárias. "Até as guerras têm leis", afirmou.A Cruz Vermelha também se manifestou hoje, pedindo que as leis humanitárias sejam respeitadas. "Enviamos uma carta aos presidentes dos países envolvidos (Iraque, Estados Unidos e Inglaterra) pedindo que não violem a Convenção de Genebra, que estabelece regras para a proteção da população", afirma um porta-voz da Cruz Vermelha.Veja o especial:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.