Comissário da UE diz que Reino Unido deve ficar no bloco

O comissário de serviços financeiros da União Europeia (UE), Jonathan Hill, disse nesta quinta-feira que ele acredita que o Reino Unido deve optar por permanecer como membro do bloco.

Estadão Conteúdo

06 de novembro de 2014 | 12h34

Falando na BBC Radio 4, Hill disse que, embora o debate no Reino Unido sobre a adesão à UE estava passando por uma "fase animada", as discussões em seu país de origem devem perder força.

"Essas coisas acontecem. A temperatura política sobe e, em seguida, recua de novo", disse ele, acrescentando que o "argumento racional" para o Reino Unido e seu futuro econômico seria continuar a ser um membro do bloco de 28 países.

Os comentários de Hill foram feitos em meio a tensões entre o Reino Unido e a União Europeia. Os líderes de Finlândia e Suécia, dois dos mais fortes aliados do Reino Unido na região, rejeitaram nesta semana a proposta do primeiro-ministro David Cameron para colocar limites sobre a livre circulação de pessoas.

Cameron prometeu uma votação popular sobre a continuidade da adesão à UE em 2017, após uma renegociação com poderes de Bruxelas. Cameron só vai ser capaz de aplicar a consulta popular, se ele vencer uma eleição geral no próximo ano. Fonte: Market News International.

Tudo o que sabemos sobre:
União EuropeiaReino Unidobloco

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.