Companheiro do "Che" aposta na saúde de Fidel Castro

O argentino Alberto Granado, conhecido por ter acompanhado o guerrilheiro Ernesto "Che" Guevara numa viagem de moto pela América Latina em 1952, acredita que o dirigente cubano Fidel Castro é "robusto" e será capaz "de agüentar mais algum tempo".Em declarações ao jornal francês "Le Parisien", Granado, que vive em Havana, lembra que conheceu Castro em 1962, uma década depois de sua viagem com o "Che", que recentemente foi mostrada no filme "Diários de motocicleta", do brasileiro Walter Seles.Na época, Fidel Castro confiou a Granado a missão de convencer médicos argentinos a ir a Cuba para formar profissionais locais.A doença do líder cubano não preocupa o argentino, que vê como "uma prova de astúcia" em a decisão de confirmar como chefe provisório o seu irmão Raúl Castro."Fidel garante o presente preservando o futuro", opina Granado, ressaltando que o "vigor" do dirigente ajudará a superar o problema intestinal que exigiu uma cirurgia.Sobre o futuro, afirma que "não haverá guerra civil" e dirige uma mensagem aos exilados em Miami: "os ´vermes´ sabem que não poderão recuperar o que perderam".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.