Companhia aérea chinesa tem 2º incidente em 24 horas

Passageiros relatam que ouviram pequenas explosões e sentiram cheiro de borracha queimada

Efe

14 de setembro de 2010 | 02h03

PEQUIM - O porão de um avião da companhia aérea estatal China Southern Airlines pegou fogo pouco antes de decolar, no segundo incidente da empresa em menos de 24 horas, informou nesta terça-feira, 14, o jornal Xin Beijing.

O fato, que não deixou feridos, aconteceu no começo da manhã de segunda-feira no aeroporto de Cantão (sul do país) quando os funcionários que levavam as malas para o porão perceberam que saía fumaça do interior.

Segundo os responsáveis pela companhia, imediatamente os cerca de 100 passageiros que estavam dentro do avião, cujo destino era a cidade de Qingdao (leste chinês), começaram a ser evacuados.

Após a verificação da identidade e das malas de cada um dos passageiros, as autoridades policiais continuam investigando as causas do incêndio, segundo informações oficiais.

Um dos passageiros relatou à imprensa que ouviu sons parecidos com pequenas explosões, e em seguida começou a sentir cheiro de borracha queimada.

Ainda nesta segunda-feira, as rodas do trem de pouso de um avião da mesma companhia, um McDonell Douglas MD-90, desprenderam uma grande quantidade de fumaça quando o aparelho tocou a terra, o que gerou um grande alarme entre os passageiros, que tiveram que ser evacuados perante o possível incêndio.

Após um acidente no último dia 24 de agosto com um avião da Embraer na cidade de Yichun, que terminou com 42 mortos e 54 feridos, foi iniciada uma inspeção da rede aérea do país. As autoridades descobriram que muitos pilotos da companhia que sofreu o acidente (Henan Airlines) mentiram sobre sua experiência no curriculum.

Tudo o que sabemos sobre:
China, companhia aérea, incidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.