Companhia aérea israelense suspende vôos antes da guerra

A companhia aérea israelense El Al anunciou a suspensão de quase 15% de seus vôos durante as próximas três semanas, devido à diminuição do número de passageiros causada pela recessão econômica e por temores ligados à guerra. Dos 200 vôos da companhia, 29 serão cancelados. Todos partem de Tel-Aviv e alguns deles têm como destino Nova York e Paris, revelou a El Al."As mudanças serão breves, limitadas e temporárias", garantiu a companhia aérea.A El Al, conhecida por suas rígidas medidas de segurança, transportou 20% menos passageiros em fevereiro de 2003, em comparação com o mesmo mês do ano anterior.A indústria turística israelense foi duramente afetada pelos quase dois anos e meio de conflito com os palestinos e pelos atentados de 11 de setembro de 2001 contra os Estados Unidos. A queda no turismo diz respeito tanto à chegada de estrangeiros a Israel quanto às viagens de israelenses ao exterior.

Agencia Estado,

18 de março de 2003 | 17h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.