Steve Parsons/AP
Steve Parsons/AP

Companhias aéreas europeias cancelam voos até segunda-feira

Empresas e governos temem o perigo da nuvem de cinzas gerada pelo vulcão islandês

Reuters e EFE

17 de abril de 2010 | 08h12

Uma nota divulgada pelas autoridades de aviação italiana neste sábado, 17, afirma que os aeroportos do norte da Itália permanecem fechados até às 6h (horário local) da segunda-feira, 19, em consequência da nuvem de cinzas produzida pela erupção vulcânica na Islândia.

 

A medida foi adotada pelo departamento de aviação civil da Itália, ENAC, para "garantir a máxima segurança nos voos em território italiano", já que o problema nos céus europeus ainda persiste. Essa decisão amplia a restrição anterior que era a de reabrir os aeroportos às 18h deste sábado, 17.

 

Os aeroportos afetados pela medida até o momento são, entre outros, os das cidades de Turim, Gênova, Milão, Bérgamo, Veneza, Ancona e Bolonha. E com essa decisão, a companhia Alitalia, uma das maiores do país, cancelou todos os seus voos, dos mais diversos destinos.

 

A companhia ferroviária do estado italiano, Trenitalia, informou que foi registrado um grande aumento no número de passageiros. Segundo a empresa, serão colocados dez trens a mais do que o normal, o que representa 6.000 praças adicionais.

 

Sem voos na Inglaterra

 

A empresa aérea British Airways afirmou neste sábado, 17, em Londres, que cancelou todos os voos de domingo, 18, para destinos dentro e fora da Grã-Bretanha.

 

Segundo um porta-voz da British Airways, a decisão de cancelar outros voos já agendados pode ser tomada mais tarde.

 

Autoridades de aviação fecharam o espaço aéreo britânico até às 24h local (20h de Brasília) deste sábado por conta do perigo oferecido pelas cinzas e fumaça decorrentes da erupção de um vulcão na Islândia.

 

 

Aeroportos franceses são fechados

 

O Governo francês anunciou também neste sábado, 17, que os três aeroportos de Paris, Roissy-Charles de Gaulle, Orly e Le Bourget, permanecerão fechados até a próxima segunda-feira às 8h locais.

 

O anúncio, confirmado à Agência Efe por fontes oficiais, foi feito depois da reunião que aconteceu na manhã deste sábado na sede do Governo, em Paris, na qual participaram o primeiro-ministro, François Fillon, e vários ministros.

 

Anteriormente, as autoridades de aviação civil francesa tinham anunciado que os três aeroportos da capital permaneceriam fechados até as 20h locais de hoje, além de outros 23 aeroportos da França. Além disso, os aeroportos de Grenoble e Bordeaux serão fechados a partir das 16h locais e os do sul do país "permanecerão abertos até as 20h de hoje", segundo o comunicado, que não deu mais detalhes.

 

Já o aeroporto de Schiphol, em Amsterdã, um dos mais movimentados da Europa, anunciou que permanecerá fechado por tempo indeterminado.

 

"Infelizmente, neste momento não sabemos quando poderemos retomar o tráfego aéreo", informa um comunicado do aeroporto.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.