Companhias cancelam vôos para região do Golfo

A companhia aérea alemã Deutsche Lufthansa AG cancelou todos seus vôos para o Oriente Médio hoje e amanhã devido ao início da guerra na região do Golfo. A empresa informou que todos os vôos de Frankfurt e Munique para Tel Aviv e todos os vôos de Frankfurt para Amã e o Kuwait via Damman e Beirute serão suspensos. A porta-voz da Lufthansa disse que um total de nove destinos ida e volta na região serão afetados. Hoje, dois vôos de Frankfurt para Tel-Aviv, um vôo de Munique para Tel-Aviv, e outro vôo de Frankfurt para Amã e Damman serão cancelados. Amanhã, não ocorrerão dois vôos da Lufthansa de Frankfurt para Tel-Aviv, um vôo de Frankfurt para Beirute e outro de Frankfurt para o Kuwait, afirmou a porta-voz. Os vôos para Dubai ocorrerão conforme o programado, disse ela.A francesa Air France Group decidiu cancelar todos os seus vôos entre Paris e Tel-Aviv, entre amanhã e segunda-feira. O restante dos vôos será operado normalmente, segundo a companhia. O grupo pretende brevemente divulgar uma atualização de seus planos para a agenda de vôos.A Singapore Airlines anunciou que suspenderá 65 vôos semanais devido "à fraca demanda" resultante da guerra. A operadora grega Olympic Airways cancelou serviços para Beirute e Alexandria e reduziu o número de vôos para o Cairo, Tel-Aviv, Jiddah, Arábia Saudita e Larnaca, Chipre. A Austrian Airlines suspendeu os vôos para Tel-Aviv. A russa Aeroflot Airlines cancelou vôos de ida e volta para Jordânia até 6 de abril, porém disse que seus serviços para outros destinos no Oriente Médio continuam. A Malaysian Airline cancelou vôos para o Cairo, Dubai, Beirute e Istambul até segunda-feira. A British Airways inicialmente suspendeu os serviços para Tel-Aviv e Kuwait, porém informou que vôos para outros destinos na região estavam operando normalmente. A Air France e Iberia fizeram anúncio semelhante.Veja o especial:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.