Compaq cortará 700 empregos na Escócia

A Compaq Comp. Corp. vai cortar 700 empregos de sua fábrica em Erskine (Escócia), segundo informações divulgadas hoje. De acordo com o Financial Times, a gigante de computadores pessoais, com sede em Houston (EUA), vai terceirizar parte das operações na Escócia para uma companhia de Taiwan situada na República Checa. O Wall Street Journal Europe informa que as demissões fazem parte do plano anunciado em 15 de março pela Compaq, que prevê o corte de 5 mil vagas no mundo. O jornal diz que os cortes são o primeiro efeito significativo da desaceleração da economia norte-americana sobre a crescente indústria de tecnologia da Escócia, concentrada entre Glasgow a Edimburgo.A porta-voz da Compaq, Nicola Adamson, disse ao Journal que a filial de Erskine continuará produzindo servidores e computadores pessoais, o que preservará 2400 trabalhadores. Depois de a Motorola ter anunciado o corte de 22 mil vagas no mundo todo, a indústria de tecnologia da Escócia aguarda uma definição sobre as demissões no país, onde a companhia de chips e telefonia emprega 7 mil funcionários.O mercado de computador pessoal na Europa teve desempenho abaixo das expectativas no quarto trimestre. As vendas por unidades cresceram apenas 5,3% em relação ao mesmo período do ano anterior, segundo a empresa norte-americana de pesquisa Gartner Dataques. Em 1998 e 1999 o mercado europeu cresceu mais de 20% ao ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.