Comparecimento às urnas em Israel supera o de 2006

Apesar das previsões de que poucas pessoas iriam às urnas, mais israelenses votaram nas primeiras cinco horas de eleições hoje que durante o mesmo período de eleições anteriores, há três anos, segundo funcionários. Por volta do meio-dia (hora local), 23,4% dos israelenses haviam votado. O número é dois pontos porcentuais maior que o registrado no mesmo intervalo em março de 2006, segundo a comissão central eleitoral. Pesquisas anteriores indicavam que o comparecimento na 18ª eleição parlamentar de Israel poderia atingir uma baixa histórica. Um comparecimento fraco deveria favorecer partidos da direita, como o ultranacionalista Israel Beitenu, liderado por Avigdor Lieberman.O comparecimento total em março de 2006 foi de 63,5%. O pior comparecimento da história das eleições do país foi de 62,3%, em 2001, quando foi eleito Ariel Sharon. Deve haver nestas eleições uma disputa acirrada entre a líder do Kadima, a ministra de Relações Exteriores Tzipi Livni, e o líder do linha-dura Likud, Benjamin Netanyahu. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.