Competição na TV faz de cantor palestino herói nacional

Os amigos gritavam ?Ammar, Ammar, superstar? e sua mãe chorava diante da TV enquanto o cantor palestino Ammar Hassan conquistava uma vaga como finalista na competição pelo título de melhor cantor do mundo árabe, no programa libanês ?Superstar 2?. Durante a semifinal, na qual Hassan e o líbio Eyman Al-Atar foram escolhidos para a grande final do concurso, que começou com 82 competidores, as ruas de sua cidade natal, Salfit, ficaram vazias. Cerca de 2.000 pessoas reuniram-se num parque para acompanhar a transmissão num telão montado pela câmara municipal. O vencedor será anunciado em 29 de agosto.Para os palestinos, Ammar Hassan é mais do que o participante em um show de TV: é uma fonte de orgulho nacional. Uma festa com telão só foi cancelada em Ramallah, onde vive o presidente palestino Yasser Arafat, porque uma celebração pública foi vista como inadequada num momento em que palestinos fazem greve de fome em prisões israelenses. Mesmo assim, muitos palestinos vêem Hassan como um combatente que luta com outras armas contra aocupação israelense. ?Ele é uma gracinha, bonito e tem um visual fantástico. Ele reflete a imagem da juventude palestina?, diz Rawia Isa, uma fã de 19 anos.Mas essa interpretação não é unânime: o Hamas, grupo que enfrenta Israel em ações armadas e atentados, divulgou uma declaração enfurecida: ?Nosso povo precisa de heróis, combatentes e colaboradores para construir o país, e não de cantores, disseminadores de corrupção e advogados da imoralidade?.O vencedor de ?Superstar 2? será definido ao longo da semana, conforme telespectadores telefonam para votar ou enviam votos via internet. Não se trata de uma votação científica: pode-se votar quantas vezes quiser. A operadora palestina de telefonia celular, Jawwal, está fazendo sua parte. ?Para ajudar Ammar, damos 20% de desconto a todos os usuários?, disse um funcionário da empresa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.