Comunidades judaicas lamentam a morte de Sharon

As comunidades judaicas da América Latina lamentam a morte do ex-primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon.

Agência Estado

11 de janeiro de 2014 | 18h53

"Independente da linha política seguida por Sharon, ele participou ativamente da formação do Estado de Israel, um país democrático, tendo ocupado ao longo de sua vida, diversos postos em sucessivos governos do país", disse o presidente do Congresso Judaico latino-americano, Jack Terpins, em nota.

Ariel Sharon morreu neste sábado, aos 85 anos, após passar oito em estado vegetativo.

Tudo o que sabemos sobre:
Ariel SharonmorteIsrael

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.