Comunista pode ser novo presidente de Chipre, diz boca-de-urna

O líder do partido comunista deChipre, Demetris Christofas, está à frente de seu adversáriodireitista na corrida pela Presidência do país, mostrarampesquisas de boca-de-urna divulgadas no domingo. Se os resultados oficiais confirmarem essas cifras,Christofas se transformaria no primeiro comunista a liderarChipre na história do país e no único dirigente comunista entreos 27 países-membros da União Européia (UE). Uma pesquisa realizada pela empresa Pulse a pedido da redeestatal Cyprus Broadcasting Company atribuiu a Christofas 50,8por cento dos votos e a Ioannis Kassoulides, 49,2 por cento.Outras pesquisas também mostraram o comunista à frente. O candidato que vencer o pleito deve retomar os esforçospara reunificar essa ilha do Mediterrâneo, cuja divisão entreos greco-cipriotas e os turco-cipriotas representa um grandeobstáculo aos planos da Turquia para ingressar na UE. Tanto Christofas, 62, quanto Kassoulides, 59, prometeramtentar retomar as negociações com os turco-cipriotas do norteda ilha. Os dois candidatos, no entanto, divergem quanto aotipo de processo a ser adotado. O conflito dificulta também os esforços para melhorar asrelações entre a Grécia e a Turquia, dois países-membros daOrganização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). E as negociações do governo turco com a UE encontram-se emparte paralisadas devido ao impasse em torno de Chipre. Umanova análise do processo será realizada em 2009. Os contatos do governo cipriota com a liderança turca dailha congelaram-se durante o governo do presidente TassosPapadopoulos, que tinha rejeitado em 2004 os planos dereunificação elaborados pela Organização das Nações Unidas(ONU). A inesperada eliminação de Papadopoulos da eleição atualainda no primeiro turno, no dia 17 de fevereiro, alimentouesperanças de que o impasse seja superado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.