Concluída peça inflável que reflutuará o Kursk

Foi retirada ontem de um estaleiro perto de Moscou uma das duas gigantescas estruturas infláveis que serão utilizadas para trazer à superfície o submarino nuclear Kursk, naufragado um ano atrás no Mar de Barents, norte da Rússia. A peça tem 100 metros de comprimento por 16 de largura e foi abençoada por um sacerdote ortodoxo. A meta das autoridades é reflutuar a embarcação no dia 15. Para evitar risco de explosão, a proa, onde ficavam os armamentos, será cortada e deixada no fundo do mar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.