Concorde decola de novo para testes

Um concorde da Air France decolou nesta terça-feira do aeroporto internacional Charles de Gaulle, nos arredores de Paris, rumo a uma base militar no sul da França, onde passará por testes em terra e no ar. Provido de novos pneus, o avião voou, sem passageiros, a uma velocidade subsônica. Cinqüenta minutos depois, aterrissou na base de Istres, na cidade portuária de Marselha. Em Istres, os técnicos testarão os novos pneus, desenhados pela empresa francesa Michelin, em uma das várias provas previstas para devolver o avião supersônico ao serviço comercial. Desde 25 de julho, quando um Concorde caiu perto de Paris, causando a morte de 113 pessoas, os 12 aviões deste tipo foram proibidos de voar, permanecendo em angares britânicos e franceses. O proprietário e o fabricante do avião esperam que os testes possam ajudar a compreender as causas do acidente.A hipótese mais provável é a de que um pedaço de metal que estava na pista tenha perfurado um dos pneus, lançando pedaços de borrachas contra o tanque de combustível, provocando a explosão que causou a queda do aparelho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.