Concorde recebe autorização para vôo

A autoridade de aviação civil da França, conhecida pela sigla DGAC, autorizou hoje a Air France a realizar testes de vôo e aterrissagem com o avião supersônico Concorde. A autorização vale por um mês, de hoje até o dia 10 de maio. Todos os Concordes da Air France - assim como os da British Airways - foram proibidos de voar depois que um dos supersônicos sofreu um acidente em 25 de julho do ano passado, no qual as 113 pessoas a bordo morreram. Desde então, os aparelhos só podem decolar mediante uma autorização especial.A DGAC apenas informou que a autorização concedida hoje é válida pelo período de um mês. Não ficou claro quando o Concorde voará para a base de teste de Istres, no sul da França. O avião a ser testado estará equipado com novos pneus, desenvolvidos especialmente pela Michelin. Autoridades acreditam que o acidente do ano passado fora causado por um pedaço de metal que havia sido deixado na pista por um outro avião. Os pneus do Concorde teriam passado sobre o metal e pedaços de borrachas teriam sido lançado até o tanque de combustível do supersônico, causando uma explosão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.