Condado em Nevada muda tendência conservadora local

Washoe, localidade tradicionalmente republicana, pode ser fiel da balança e determinar o vencedor no Estado

LAS VEGAS, EUA, O Estado de S.Paulo

04 de novembro de 2012 | 02h03

O que torna Nevada um Estado pendular é um condado chamado Washoe, situado no noroeste, com 421 mil habitantes (o Estado inteiro tem 2,7 milhões) e 15% dos eleitores. "O condado é tradicionalmente republicano, mas os democratas têm-se saído bem melhor do que antes nos dois últimos ciclos eleitorais", observa David Damore, cientista político da Universidade de Nevada. Assim como Washoe, todo o Estado está cada dia mais democrata.

Na média das pesquisas elaborada pelo site Real Clear Politics, Barack Obama tem 50% das intenções de voto em Nevada e Mitt Romney, 47,6% - uma diferença dentro das margens de erro. Se não fosse pelo conservadorismo de Washoe, Nevada seria um Estado de maioria claramente democrata, já que em Las Vegas, onde se situam 73% dos eleitores, há 100 mil democratas a mais que republicanos, descreve o especialista.

De resto, as áreas rurais também são redutos republicanos, mas elas estão escassamente povoadas, no ambiente inóspito de desertos a cânions que caracteriza o Estado, e reúnem 12% dos eleitores.

O governador Brian Sandoval é republicano. Dos dois senadores, um é republicano e o outro, democrata. Dos três deputados, dois são republicanos e uma, democrata. Obama venceu em 2008 em Nevada, enquanto que o republicano George W. Bush saiu vitorioso no Estado em suas duas eleições, em 2000 e em 2004. O democrata Bill Clinton, por sua vez, ganhou em Nevada tanto em 1992 (derrotando George Bush, pai) quanto em 1996.

Com 584 mil habitantes, Las Vegas é a maior cidade. A forte presença de imigrantes explica, em parte, a sua tendência democrata, segundo Damore. Os latinos, no entanto, representam 22% da população do Estado mas apenas 16% do eleitorado, por dois motivos: parte deles está ilegalmente no país ou ainda não obteve a cidadania; e há um contingente grande de menores de idade, em face da alta taxa de fertilidade.

A crise econômica que domina estas eleições atingiu Nevada em cheio. "O Estado foi golpeado muito duramente pelo desemprego causado pela explosão da bolha do mercado imobiliário", recorda Damore. "Muito (do problema) começou antes de Obama. A economia agora está melhor do que antes." Cinco esqueletos de hotéis-cassinos na Las Vegas Boulevard South, a lendária "The Strip" (A Faixa), ao longo da qual se concentram as atrações da cidade, ainda representam um marco da crise.

Entretanto, a massa de mão de obra da construção civil e do turismo, que vive na cidade-dormitório de Las Vegas Norte (224 mil habitantes), vota maciçamente em Obama e atribuiu a culpa pelos problemas a seu antecessor republicano, George W. Bush. / L.S.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.