Condenado à prisão perpétua ganha US$ 13 milhões na loteria

Um homem condenado à prisão perpétua na Inglaterra ganhou 7 milhões de libras (cerca de US$ 13 milhões) na loteria. Iorworth Hoare, que cumpre pena desde 1989 por estuprar uma mulher de 60 anos, obteve permissão para passar um fim de semana em casa e aproveitou a chance para comprar o bilhete. Venceu, mas o resultado não foi dos mais felizes: ele teve de ser transferido para um prisão especial, para não sofrer com eventuais ameaças de outros detentos, e suas saídas foram todas suspensas, uma vez que agora dispõe de meios para financiar sua fuga. Enquanto isso, o governo promete fazer de tudo para que Hoare não consiga usufruir "de um centavo do prêmio", segundo o secretário David Blunkett. Ele disse hoje que não há justiça no fato de um condenado ganhar na loteria enquanto suas vítimas ainda estão sofrendo. Mas admitiu que a aposta de Hoare não teve nada de ilegal. Estuda-se agora uma lei que force condenados a reverter o prêmio de loterias a um fundo de compensação para as vítimas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.