Condenado jovem ligado a ataque na Maratona de Boston

Um amigo de Dzhokhar Tsarnaev, suspeito do bombardeio na Maratona de Boston, foi condenado nesta terça-feira por mentir durante a investigação sobre o ataque de 2013.

Estadão Conteúdo

28 de outubro de 2014 | 15h39

Robel Phillipos, de 21 anos, foi condenado por duas acusações de mentir sobre estar no quarto de Dzhokhar enquanto outros dois amigos removiam uma mochila contendo fogos de artifício e outras potenciais evidências três dias após o atentado. Ele permaneceu impassível enquanto as sentenças condenatórias foram lidas.

Os agentes do FBI testemunharam que Robel contou uma série de mentiras sobre a noite de 18 de abril de 2013, antes de finalmente reconhecer que ele tinha estado no quarto de Dzhokhar,

na Universidade de Massachusetts Dartmouth, com os dois homens que removeram a mochila e o computador do suspeito.

Advogados de Robel afirmaram que é era um garoto de 19 anos assustado que ficou intimidado pelo FBI e que tinha usado maconha no dia, o que dificultou que lembrasse claramente dos detalhes. A defesa também alegou que sofreu coerção do FBI para confessar que esteve no quarto de Dzhokhar.

A prisão de Robel está agendada 29 de janeiro e ele enfrenta uma pena máxima de oito anos por cada acusação. O jovem permanecerá sob prisão domiciliar usando uma pulseira de monitoramento eletrônico até a data. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAMaratona de Bostonprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.