Condenado pastor sueco que convenceu babá a matar mulher

Um pastor pentecostal sueco foisentenciado hoje à prisão perpétua por convencer umaex-babá a assassinar sua esposa, usando mensagens de texto detelefone celular que ele afirmava terem sido enviadas por Deus. O caso foi julgado pela Corte Distrital de Uppsala. O pastorHelge Fossmo convenceu Sara Svensson, de 27 anos, a matar atiros a mulher dele enquanto esta dormia em sua casa de Knutby,a cerca de 75 quilômetros ao nordeste de Estocolmo. Ela tambématirou contra um vizinho de Fossmo, Daniel Linde, que sobreviveuao ataque, ocorrido em 10 de janeiro deste ano. Svensson, cuja corte considerou incapacitada mental, foicondenada a realizar um tratamento psiquiátrico. Ela admitiu teratirado, mas afirmou que o fez devido às mensagens enviadas porFossmo ao seu celular em nome de Deus. O advogado de Fossmo, Ola Nordstroem, disse à AssociatedPress estar "desapontado porque trata-se de uma sentença deculpa". Ele não adiantou se entrará com um apelo final naJustiça. Na Suécia, a pena de prisão perpétua é geralmenteconsiderada cumprida depois de 10 a 15 anos de reclusão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.