Boris Heger/CICV
Boris Heger/CICV

Condições climáticas adiam resgate de reféns das Farc

Grupo havia anunciado a liberação das pessoas, mantidas na floresta há pelo menos 12 anos

AE, Agência Estado

02 de abril de 2012 | 13h16

VILLAVICENCIO, COLÔMBIA - Condições climáticas provocaram o adiamento da libertação de 10 reféns mantidos pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). O grupo havia anunciado a liberação das pessoas, mantidas na floresta há pelo menos 12 anos, em dois blocos, um nesta segunda-feira, 2, e outro na quarta-feira, 4.

Veja também:

linkHelicópteros brasileiros resgatarão reféns na Colômbia

Dois helicópteros da Força Aérea brasileira chegaram à cidade de Villavicencio, cerca de 110 quilômetros ao sul de Bogotá, mas não puderam colocar a missão em prática por causa do tempo úmido e nublado, informou a ex-senadora Piedad Córdoba, que faz a mediação para a libertação dos prisioneiros.

"Eu não acho que possamos voar com essas condições", disse Córdoba aos jornalistas. "Temos de ter um pouco de esperança" para realizar a missão.

O helicóptero Cougar transportou no domingo os membros da comissão humanitária que vão encontrar os reféns após sua libertação. Fazem parte da comissão integrantes do Comitê Internacional da Cruz Vermelha, da organização Colombianos pela Paz, além da ex-senadora.

As aeronaves brasileiras deveriam ter levantado voo para um local não divulgado por volta das 8h (horário local, 10h de Brasília). As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ColômbiaFarcresgateadiamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.